Você sabe o que são palavras homônimas?

     Homo (do grego) significa “igual”. São palavras iguais. O nosso problema, na realidade, são as palavras homônimas homófonas (= som igual, escrita diferente e significados diferentes). É o caso de conserto e concerto. Quando falamos, não se percebe a diferença, pois a pronúncia é a mesma. A dúvida surge na hora de escrever: é com “s” ou “c”? Aí depende do sentido.
     Todo concerto musical se escreve com “c”. E conserto do verbo consertar (=reparar, corrigir) é com “s”. É bom tomar cuidado.
     Vejamos uma historinha que dizem ser verdadeira. Eu não acredito. Em todo caso, lá vai:
Certo comerciante (não importa a nacionalidade) escreveu um cartaz e afixou na porta do seu estabelecimento: “Aos meus empregados. A partir de hoje, quero as nossas portas serradas às 18h.” Foi atendido. Ao voltar à loja, no dia seguinte, encontrou todas as portas pela metade.
     Se a ficha não caiu, anote:
CERRAR significa “fechar”; SERRAR significa “cortar”.
       E palavras parônimas?
São aquelas palavras parecidas na forma, mas bem diferentes quanto ao significado.
Imagine que um colega seu tenha sido demitido por ter cometido uma série de erros. Você é designado para o lugar dele. No seu primeiro relatório, escreve: “Ratifico os erros do meu antigo companheiro”. Que vai acontecer? Você “vai pra rua” também. Ratificar erros é ignorância dupla. RATIFICAR é “confirmar”. Erros nós retificamos.
     Se você não sabia, anote:
RATIFICAR significa “confirmar”; RETIFICAR significa “corrigir”.
     Resumindo:
HOMÔNIMAS HOMÓFONAS: palavras com a mesma pronúncia, com alguma diferença gráfica e com diferentes significados;
PARÔNIMAS: palavras parecidas na forma, com diferentes significado.

Fonte: professor Sérgio Nogueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário