Qual a maior palavra da Língua Portuguesa?

     A maior palavra da língua portuguesa possui 46 letras e ganhou registro definitivo em 2001, quando apareceu no dicionário Houaiss.
     Antes, o título pertencia ao advérbio "anticonstitucionalissimamente", que tem 29 letras e descreve algo que é feito contra a constituição. O segundo lugar era de "oftalmotorrinolaringologista", com 28 letras, que se refere ao especialista nas doenças dos olhos, orelhas, nariz e garganta.
      Atualmente, como mencionamos acima, a maior palavra da Língua Portuguesa possui 46 letras e é a seguinte: pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico
     O Houaiss é o campeão de palavras na língua portuguesa, mas não traz, por exemplo, palavras da química, que têm dezenas de sílabas, usadas para definir compostos. Uma delas é "tetrabromometacresolsulfonoftaleína", que tem 35 letras e indica um corante usado em reações. "Palavras como essa são muito específicas e só aparecem em glossários de terminologia química", diz o filólogo Mauro Villar, do Instituto Antônio Houaiss.
     Entenda cada parte desse vocábulo de 46 letras:
     Pneumo - ultra - microscópico - ssilico - vulcano - coniótico
Pneumo = pulmão
ultra = fora de
microscópico = muito pequeno
sílico = vem de silício, um elemento químico presente no magma vulcânico
vulcano = vindo de um vulcão
coniótico = vem de coniose, doença causada por inalação de pós em suspensão no ar
Tudo isso junto = pessoa que sofre de uma doença pulmonar, a pneumoconiose, causada pela aspiração de cinzas vulcânicas!
Fonte: http://www.soportugues.com.br/seções/curiosidades/qualamaiorpalavradalínguaportuguesa.php

Nenhum comentário:

Postar um comentário