Qual a diferença entre mandato e mandado?


Mandado é derivado de “mandar”. Na linguagem jurídica esta palavra é utilizada para designar ordem escrita que emana de autoridade judicial ou administrativa.

Mandato é a autorização que alguém conferiu a outrem para praticar em seu nome certos atos. Nesse sentido tem o significado de procuração.

Também é empregado no sentido de poderes políticos outorgados pelo povo a um cidadão, para que governe a nação, estados ou municípios ou o represente nas no congresso nacional (senado e câmara), nas assembleias legislativas nos estados e no Distrito Federal ou nas câmaras municipais.
     
Por extensão, chama-se também mandato à outorga de poderes em instituições de menor importância como, por exemplo, universidades, escolas, clubes de futebol, associações ou onde quer que se faça necessário poder centralizado escolhido por outros.

Todo juiz competente expede mandado (com “D”): mandado de segurança, mandado judicial. Então, mandado (com “D”), é ordem  judicial ou administrativa; já mandato (com “T”) é uma autorização, procuração ou delegação de poderes de uma ou mais pessoas para outra (mandato de deputado, senador, prefeito etc.). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário