Qual a diferença entre descriminar e discriminar?


Descriminar é formado pelo prefixo des (que significa “ação contrária”) + o verbo criminar (que significa “imputar crime a”, “acusar”). Descriminar significa, portanto, “absolver de crime”, “inocentar”, ou seja, “não criminar”.

Exemplo: Alguns parlamentares lutam para descriminar o uso da maconha.

A esse verbo (descriminar), corresponde o substantivo descriminação (e não descriminalização).
     
Exemplo: 
Alguns parlamentares lutam pela descriminação da maconha.

Discriminar significa “distinguir”, “discernir”, “separar” e numa concepção mais moderna, “excluir”.

Exemplo: 
A inexistência de uma política social eficaz discrimina os pobres.

Alguns exemplos de discriminação são freqüentes na sociedade brasileira do século XXI: discriminação racial, discriminação religiosa, discriminação social, discriminação intelectual, discriminação sexual, entre outros.

E, se o ato de descriminar significa absolver de crime; o ato de discriminar (uma pessoa dentro da sociedade, especialmente por motivos raciais ou sexuais) pode ser  considerado um crime de acordo com a legislação atualmente vigente em nosso país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário